Jovens da última geração são mais preparados tecnicamente, já que possuem o poder da superinformação e vivem em um período onde as informações são instantâneas. A procura por conhecimento chegou em um outro nível, onde as respostas são mais rápidas e os resultados são tantos que fica até difícil saber qual é real.

Ao contrário das gerações anteriores, os jovens enfrentam um outro tipo de problema: é impossível absorver tanta informação na velocidade que elas surgem. São tantos mecanismos e tanta facilidade para encontrar novidades que isso acaba criando caminhos mais curtos, os famosos atalhos.

Como já falamos em outro texto, sobre velocidade do feedback, toda essa tecnologia é um fator que pode influenciar no mercado de trabalho. Se faz necessário, já que é preciso que todos estejam antenados a tudo que acontece, para que seus projetos, ideias e tarefas sejam condizentes com a atualidade – que muda a todo instante.

Acaba sendo responsabilidade dos jovens contribuir com seus talentos e capacidade de entender que essas virtudes serão cobradas dentro do mercado de trabalho. Não há mais espaço para alienados.