Os integrantes da geração atual estão tão conectados que parecem ter nascido deste modo. Vemos crianças mexendo em tablets, controles de TV e smartphones com certa facilidade, desde muito cedo. Essa habilidade pode se transformar em uma ótima ferramenta no futuro, se bem desenvolvida.

Os jovens que carregam essa tecnologia com si, ao decorrer do crescimento, trazem também a facilidade de buscar conhecimento, de se especializarem em diversos conteúdos, de divulgarem informações e de se conectarem com outras pessoas e assuntos. Esses fatores abrem um leque impressionante de opções, que podem fomentar a inteligência e a busca por uma área de formação e, consequentemente, o futuro sucesso na vida profissional.

O jovem deve valorizar o uso da tecnologia como uma vantagem competitiva no mercado de trabalho, já que atualmente ela é uma ferramenta muito útil em quase todas as áreas.
Sendo assim, quem domina essa funcionalidade tem mais chances de crescer – ou, pelo menos, tem outros caminhos para percorrer. Entretanto, o uso da internet pode se transformar em uma armadilha, se mal usada. Muitos jovens, ao invés de transformar isso em benefício para se destacar no mercado, acabam se prejudicando e se afundando em suas próprias atitudes. A geração precisa aprender
o bom convívio nas redes sociais, uma vez que o acesso a essas informações é recorrente no local de trabalho. Saber se apresentar online como se apresenta offline é essencial para a construção
de confiança e caráter no meio profissional e até pessoal. Para isso, além de saber se comportar nas redes sociais, é necessário atingir outros valores, como competências e conhecimentos.