A biotecnologia é a grande aposta do futuro para os problemas que enfrentamos no mundo atual. Entre eles, doenças, lesões, poluição e fome.

Um dos grandes exemplos vem do campo animal. Cientistas britânicos criaram vários tipos de galinhas geneticamente modificadas, capazes de botar ovos com proteínas úteis para a produção de fármacos que combatem o câncer e outras enfermidades.

A biotecnologia também tem papel fundamental no tratamento de lesões, já que a medicina atual tem novos mecanismos que auxiliam em cirurgias e na recuperação de pacientes. Pensando na diminuição da poluição do ar e da água, empresas já desenvolveram produtos que não envolvem emissão de CO2, como os carros elétricos, plásticos biodegradáveis, que duram menos tempo na natureza, e opções mais viáveis de reciclagem.

A produção de alimentos também sente o impacto positivo da biotecnologia. O acesso à água limpa é outra vantagem; muitas empresas já conseguem purificar água poluída e até do mar, facilitando o acesso a pessoas que não conseguiam anteriormente.

As gerações do século XXI são mais bem preparadas em diversos aspectos e contextos. Esses receberam das gerações anteriores o conteúdo técnico consistente para exercerem suas profissões. É hora de os jovens usarem, com inteligência e inovação, o que receberam de seus pais e das gerações anteriores e estabelecerem novos modelos de convivência na sociedade.