Em um de seus grandes artigos, o escritor Alvin Toffler já tinha levantado a ideia de que “o mundo se transforma rapidamente e de uma maneira tão veloz que a nossa percepção do que é passado, presente e futuro não existe mais”.

Realmente, parece que tudo ao nosso redor acontece tão rápido, temos a impressão de que o planeta está pulsando de forma acelerada. As novas tecnologias surgem de um dia para o outro, as crianças crescem depressa, as grandes produções e construções são finalizadas com mais facilidade, os dias parecem mais curtos e os anos passam voando.

O crescimento da tecnologia (e de seu uso) é um fator que acarreta nesses pensamentos. Ao passo que todos querem ficar atualizados e se distanciar do conceito de alienação, muitos profissionais sentem um grande estresse mental, porque não conseguem acompanhar a avalanche de informações que surge com rapidez.

A tecnologia também reforça o termo da obsolescência programada; os jovens se importam mais com a novidade em si do que com sua real utilidade. Por isso, se empolgam tanto com novidades e com a expectativa gerada, como um grande ciclo.