Esse é o meu convite para esse momento que estamos passando, onde sentimentos como o medo, angústia e incerteza nos abraçaram e parecem não querer nos soltar.

Mas como ressignificar o que sentimos?

Olhando para o positivo em vez do negativo;

Desligue-se do jornalismo. Tudo que você precisa saber sobre como se cuidar você já foi informado. Apague as mensagens que só falam sobre o caos e negativismo das doenças. Não multiplique as mensagens. Passe a frente apenas coisas boas que aliviam o momento. Não precisamos nos encher de estatísticas que nem sabemos se estão sendo transparentes ou não. Olhe para as pessoas que estão ao seu lado e converse com elas. Falem sobre futilidades, falem sobre receitas, troquem informações úteis para seu crescimento pessoal e profissional. Abrace com a alma estas pessoas e distraia a mente delas também, pois elas podem, como você, estar com medo do que está por vir.

O medo é um sentimento amigo quando nos coloca na zona de proteção, mas passa ser inimigo quando nos trava frente ao que precisamos fazer. Cautela e equilíbrio nos mantem sãos e não baixam a imunidade.

Quais certezas tínhamos antes da quarentena? Vamos falar a verdade? Falsas certezas, pois o dia de amanhã nunca nos pertenceu de verdade e continua não nos pertencendo… Fazíamos planos e podemos continuar fazendo, porém com um outro tipo de prazo.

Crie projetos pessoais, profissionais. Aproveite parte de seu tempo para estudar, se reprogramar, aprender, seja algo específico para seu trabalho, seja para sua casa, para sua vida e isto o ajudará a se desenvolver pessoal e profissionalmente.

Coloque a limpeza em dia. Arrume armários. Cuide do jardim. Faça lição de casa com seus filhos. (Aliás, em atendimento, descobri que muitos pais não conheciam as rotinas de seus filhos, ou a falta delas). Estabeleça novas metas e acredites nelas… Planeje suas férias para um lugar dos seus sonhos.

Acreditar que teremos um futuro nos faz cuidar melhor hoje de nós e dos nossos. Faz com que tomemos mais cautela e tenhamos tempo para o que sempre deixamos para amanhã.

Esse pode ser o tempo chamado amanhã que você sempre pediu! Cuide-se!

 

Silvia Almeida

Psicóloga –  CRP 06/62630

Treinamento e Desenvolvimento Instituto Via de Acesso – Ruy Leal