É importante que a empresa compreenda que todas as partes envolvidas (aprendiz, família, empresa, mentor e país) só serão beneficiadas com a realização do Programa Aprendiz se for compreendido como um investimento e não somente para o cumprimento da cota.

Os casos bem sucedidos do Programa Aprendiz são de empresas que apoiam e incentivam os aprendizes. Isto faz com que esses jovens sintam-se mais seguros e integrados na organização, transformando a experiência do Programa em algo que trará satisfação para todas as partes envolvidas.

Benefícios para a empresa:

  • Um bom Programa Aprendiz, organizado com toda a responsabilidade social da empresa contratante, propiciará a ela uma excelente oportunidade de aproveitar esses jovens treinados durante o programa, preparados que foram para serem absorvidos no seu quadro funcional.
  • Contribuição para a redução das distancias entre a formação escolar, a vida pessoal e a realidade empresarial.

Para o aprendiz:

  • Oportunidade para um futuro profissional e pessoal melhor;
  • Aprender na prática, o que de outra forma ficará quase impossível;
  • Adquirir aperfeiçoamento técnico, cultural e social;
  • Desenvolver hábitos de trabalho em equipe, comprometimento e comportamento ético e social.

Para a sociedade:

  • O país terá jovens mais preparados para o novo cenário econômico que está se desenhando, e a contribuição das empresas em preparar esses profissionais é crucial para a sustentabilidade e o futuro.
  • Não há sociedade, empresa ou exército que possa abrir mão do jovem. Jovem representa a continuidade, representa o futuro.

Para o mentor que atua com o aprendiz:

  • Contribuição para o desenvolvimento pessoal e profissional de um jovem, além de treinar as suas habilidades para o desenvolvimento de jovens;
  • Ter à sua disposição jovens interessados que poderão, por meio de seu trabalho de desenvolvimento, serem futuros colaboradores ou profissionais preparados para o mundo de trabalho.