Dia 05 de junho é comemorado o Dia do Meio Ambiente. A data foi escolhida em decorrência da conferência de Estocolmo, realizada em na mesma data em 1972. O evento teve como objetivo mudar a forma com os países lidavam com as questões ambientais e estabeleceu princípios de orientar a politica ambiental ao redor do mundo.

A conferência representou um marco e uma alteração no olhar para o meio ambiente, todavia ainda temos inúmeros desafios pela frente.

Mais de um bilhão de pessoas vivem em ambientes fortemente comprometidos e deteriorados. Não possuem uma fonte limpa de agua para beber e, de acordo com cálculos da ONU, esse número deverá dobrar nos próximos quinze anos. O meio ambiente enfrenta o esgotamento dos seus recursos naturais não renováveis, como o petróleo, o gás e o carvão, como também a destruição da camada de ozônio, o esgotamento dos recursos hídricos e a perda da biodiversidade. A contaminação dos oceanos, a degradação dos solos e o supercrescimento da população, em especial em ambientes deteriorados. Além do aumento da temperatura causado pelo efeito estufa.

Toda essa problemática deve ter o foco de atenção e intervenção de todas as esferas da população. Principalmente das empresas e dos jovens. Eles serão os grandes protagonistas na construção de um novo modelo econômico que não agrida o planeta Uma tarefa muito difícil, porém obrigatória.

Enfrentamos um período de transição que pode ser histórico, construindo a firma consciência dos conflitos existentes entre atividade produtivas dentro da economia de mercado e seus impactos sobre o meio ambiente.

Está claro que o meio ambiente sustenta a economia, e é fundamental considerar que a vida da terra está intimamente ligado aos seus recursos, como o ar, a agua, o solo, os minerais, a vegetação e os animais. Para que o desenvolvimento sustentável aconteça com toda a sua força e em novos paradigmas, será preciso integrar a preocupação de proteger a base de recursos naturais com a de reduzir a pobreza, de modo eu as pessoas não sejam levadas a destruir o seu capital natural.