“O mundo se transforma tão rapidamente e de maneira tão veloz que a nossa percepção do que é passado, presente e futuro não existe mais”
Alvin Toffler.

Invenções e inovações, tornam o novo em obsoleto em um piscar de olhos, tudo é veloz e transformador, os hábitos estão sem raiz na coletividade. O conceito de tradição está sem sentido, pois quase tudo se modifica em pouco tempo após seu nascimento para estar à frente de sua concorrência, que inexiste uma época característica que possa fundamentar o marco da palavra tradição.

Essa verdadeira febre tecnológica pode carregar em si um propósito descolado da sustentabilidade, em que prevalece é algo novo que inutilize em partes o modelo anterior. Isso pode ser aplicado nas mais variadas áreas, tecnologia de plantio, vestimenta, relógios, celulares, televisores, maquinário de empresas, ou residenciais, até mesmo em produtos pouco imagináveis, como desenvolvimento de móveis, ou alimentos.

Em pesquisa realizada na década de 1990, junto a executivos da cidade de Londres, já se indicava o alto nível de estresse nesses profissionais pelo impacto da tecnologia. Segundo eles, a ansiedade era gerada por não acompanhar a avalanche de novas informações importantes para o bom desempenho de sua atividade profissional. Tudo isso ocorria em uma época onde não existia o grande impacto da evolução da internet. Tal estresse, ocorrido no final do século passado, deixa de ter sentido para a população jovem que passa a se relacionar com o meio empresarial. É tão natural o desenvolvimento tecnológico em seu cotidiano, que o desgaste seria colocá-los frente a frente com instrumentos de captação de informação usados pelas gerações anteriores.

A velocidade imposta pelo mundo tecnológico é especialmente forte e faz com que não se perceba como se caminhou do antigo para o novo, 5 anos tornaram-se abismos que podem confundir um passado de um futuro.
Fica a reflexão sobre as necessidades reais de cada rápida mudança e a real obrigação da população acompanhar todos os lançamentos anuais. O quanto isso irá impactar em nosso mundo, como serão os próximos 10 anos e quem irá conseguir acompanhar esse desenvolvimento. E principalmente, quais os recursos naturais que teremos para sustentar esse rápido avanço.