É possível observar empresas com excelentes práticas no desenvolvimento de Programas de Estágio, aproveitando o programa como fonte de captação de talentos para o seu programa trainee.

Isto é, a partir de um consistente e bem estruturado programa de estágio, a empresa estabelece as bases para o seu Programa Trainee.

As razões que têm levado as organizações a adotarem o conceito “ dois em um” são abrangentes. Vejamos algumas:

  • Um programa de estágio bem conduzido permite que a empresa realize durante o andamento do programa apurada identificação de talentos. Após a realização do programa, e como recém-formados, esses jovens estarão muito bem preparados para assumir vagas de trainee, pois já conhecem a cultura, valores e os corredores da empresa onde já atuaram como estagiários.
  • os custos relativos a recrutamento e seleção serão, praticamente, nulos, se comparados aos altos custos de recrutamento e seleção praticados em um tradicional programa Trainee.
  • Os custos decorrentes do treinamento comportamental serão muito menores, visto que os agora ex-estagiários já passaram por diversos treinamentos durante o seu período de estágio.
  • As chances dos ex-estagiários, agora trainees, subiram no salto alto e levantaram o ego ao teto serão muito menores. As possibilidades de a arrogância aflorar serão inexistentes, diante do árduo trabalho que tiveram para chegar aonde chegaram.
  • Já houve durante o período do programa de estágio todas as conversas e preparo para que esses trainees chegassem conscientes do que acontecerá dali para frente na carreira que construirão.
  • A cultural organizacional, os valores, as crenças, os planos e as pessoas são do conhecimento geral. Nada é inédito nesse campo, o que fortalece as chances de sucesso.
  • Ao final do período, o número de trainees que conclui o trajeto é bem mais substancial do que os programas de fora para dentro são capazes de propiciar.