Quando uma empresa recebe estagiários em suas dependências, deve observar, obrigatoriamente, quatro aspectos que fazem parte de qualquer programa de estágio: os aspectos operacionais, os legais, os técnicos e os sociais.

De todos os aspectos obrigatórios presentes em um programa de estágio, os sociais são os que definem melhor o que a empresa quer fazer com os estagiários que contratou, sendo estes aspectos os observados pela fiscalização, na hipótese de verificar o programa de estágio realizado.

Quando se avalia o estágio a partir dos seus aspectos sociais, é colocada em evidência a responsabilidade da empresa, o objetivo que ela quer alcançar com a presença de jovens na condição de estagiários em sua operação. São os aspectos sociais que sustentam os aspectos técnicos, que, por sua vez, sustentam os aspectos legais e que, por fim, garantem os aspectos operacionais, ou seja, o documental do estágio realizado.

Neste sentido, a autenticidade do estágio não pode ser garantida somente pela observação dos aspectos operacionais e legais, embora obrigatórios, são os aspectos sociais que legitimam o Programa de Estágio.

Aspectos devem ser considerados para estruturar o Programa de Estágio:

  • O estágio agrega desenvolvimento prático ao estudante? Tem relação concreta com os objetivos traçados pela empresa?
  • Aquilo que o estudante/estagiário realiza será útil para a sua futura profissão? Do que ele participa no cotidiano da empresa?
  • Como ocorre a relação do supervisor com o estagiário? O supervisor tem a visão clara de que se trata de um jovem em processo de aprendizado, ou o estagiário é mais um recurso para a equipe, com resultados e metas a alcançar?
  • Os demais colaboradores da equipe percebem o estagiário como alguém a ser preparado por todos para assumir futuras funções na empresa?
  • Aquilo que o estagiário realiza, o prepara para atuar profissionalmente no mercado de trabalho?

É assim que o programa de estágio será verificado e aprovado pela fiscalização, sendo também observado pelas escolas envolvidas, pela sociedade, pelo mercado, pelos clientes, pelos fornecedores e, principalmente, pelos jovens envolvidos, futuros líderes e tomadores de decisão.