O estágio faz parte da grade curricular do aluno e em muitos cursos é tido como obrigatório para aprovação e obtenção do diploma.

O contrato de estágio, desde que respeite todos os requisitos legais não caracteriza vínculo empregatício, o que faz com que muitas empresas, infelizmente, utilizem o estagiário como mão de obra barata, deturpando a finalidade do Programa de Estágio.

Parece óbvio que o estagiário é um jovem em aprendizado, portanto é compreensível que não tenha experiência prática. Entretanto, é comum observar empresas que não compreendem corretamente o objetivo de um Programa de Estágio.

Aspectos operacionais obrigatórios:

  • Plano de estágio;
  • Atividades e correlatas ao curso;
  • Seguro de acidentes pessoais;
  • Supervisor com formação e experiência profissional na área de conhecimento para acompanhar o estagiário;

Aspectos legais obrigatórios:

  • Carga horária máxima de 6 horas/dia, trinta horas semanais;
  • Recesso remunerado após 12 meses de estágio;
  • Bolsa-Estágio e auxílio transporte;
  • Duração do estágio de no máximo dois anos, exceto para pessoas com deficiência;

 Aspectos sociais:

  • Proporcionar ao estagiário desenvolvimento concreto e com objetivos traçados;
  • Proporcionar aos estagiários atividades de aprendizagem social, profissional e cultural;
  • Investimento em ações que aperfeiçoam resultados: investimento em cursos, seminários, workshops e palestras que melhoram a performance do profissional;
  • Participação de uma entidade especialidade em inserção de jovens no mundo do trabalho para auxiliar na condução do Programa.