Jovens da geração X são mais bem preparados tecnicamente, eles têm o poder da superinformação e vivem o período em que as informações são instantâneas e depositadas na internet, disponíveis e livres para quem souber busca-las. Informações que eram antes encontradas apenas em escolas, bibliotecas, ou poucos veículos de comunicação, em que as pesquisas eram demoradas e exigiam maiores esforços, hoje são disponibilizadas na internet. Porém a dificuldade mora na escolha da informação mais adequada diante da vasta diversidade e profundidade.

Tornou-se impossível absorver tantas informações e as gerações inseridas neste meio, mostraram-se àqueles que melhor se adaptaram a essa forma de receber as informações para transformá-las em conhecimento. Tamanha facilidade acabou por criar jovens que buscam um caminho mais curto, com respostas fáceis e rápidas, descartando a pesquisa elaborada, evitando as dificuldades para obter as informações e a análise criteriosa do conteúdo.

Parte destacada da gama de experiência do jovem digital esta baseada na sua natural convivência com a velocidade, tanto em jogos, bem como celulares e outras ferramentas com diversos mecanismos de comunicação, em que as buscas em sites de pesquisas, trazem as respostas prontas e ordenadas, conteúdo compostos por conhecimentos que foram preparados pelas gerações anteriores.

Este panorama esta intimamente ligado à entrada do jovem no mundo do trabalho, tendo em vista que a informação é a essência do crescimento e também se faz necessária para a movimentação profissional em um mundo globalizado. O ágil processo de transformação exige um dinamismo semelhante para realizar negócios mais condizentes com o futuro desejado à população e ao planeta, algo que deve ser compreendido pela nova geração, outra características importante é a atenção à sustentabilidade como um todo.

Jovens digitais chegam com a grande responsabilidade de contribuir para a formação de um planeta mais respeitado e saudável. Eles devem apresentar ao mercado de trabalho que é primordial conhecer o que ocorre no mundo para construir uma solução inteligente. O novo perfil de candidatos a profissionais tem a missão de entender que gente alienada não interessa, é preciso estar antenado e interessados na relação entre mundo e seus desafios. Isso será facilmente superado através da facilidade de informação e também por saber transitar entre os mecanismos modernos de comunicação.

Caso estas visões não estejam bem definidas, o jovem com enorme talento pode perder a vaga para outro que, apesar de menos preparado, é muito mais bem informado e consciente sobre a visão de mundo e entende o significado das tendências, ou seja, conhece o terreno em que está pisando no mercado de trabalho e é capaz de se posicionar.